Casanova di Neri Irrosso 2013 #Winebar

Casanova_di_neri_Irrosso_2013

Estimados amigos, tive a grata oportunidade de experimentar este vinho na última edição do Winebar, que contou com a presença do proprietário da vinícola Casanova di Neri, Giácomo Neri. Trata-se de um dos mais importantes produtores italianos, reconhecido internacionalmente pela qualidade de seus vinhos e consagrado (mais do que nunca) após ter um de seus Brunello de Montalcino avaliado em 100 pontos por ninguém menos que Robert Parker. Confira aqui como foi a degustação.

Este rótulo, contudo, está um degrau abaixo dos Brunellos elaborados pela vinícola. É um assemblage de Sangiovese Grosso e Colorino. Permaneceu 15 meses estagiando em barricas de carvalho, Continuar Lendo

Daqueles Vinhos Inesquecíveis: Viña Cobos Felino Malbec 2008

Cobos_Felino_Malbec_2008

Existem vinhos que a gente experimenta e, definitivamente, nunca mais esquece. Daqueles que a gente guarda na memória e depois comenta com outros amigos enófilos nas conversas sobre vinhos. Um camarada diz para o outro: “ah aquele vinho x era muito bom… que vinho!”. E eis que daí o outro responde: “ah mas eu provei o vinho y que era melhor que esse e era ainda mais barato!” Pois bem amigos, o vinho de hoje é um destes tipos, que dão o que falar depois que experimentamos…

Provei este rótulo pela primeira vez a alguns anos atrás, em uma degustação de vinhos da importadora Grand Cru que ocorreu em uma loja de Novo Hamburgo, a Adega Krause (relembre). Na ocasião (me lembro como se fosse ontem) degustamos vinhos muitíssimo interessantes, todos com ótima relação custo-benefício – e põe benefício nisso. O último deles, que fechou a rodada com chave de ouro, foi este Malbec. Continuar Lendo

Um Excelente Riesling da Croácia: Paralela Grasevina 2013

Paralela_Grasevina_2013

É muito gratificante podermos experimentar vinhos surpreendentes, de países diferentes e com qualidade tão impressionante. Lhes digo isso, estimados amigos, porque fiquei muito satisfeito com a grande qualidade dos vinhos da seleção do Clube Winelands do mês de maio, que contou com os rótulos da Croácia. Recentemente eu havia publicado aqui no blog minhas impressões sobre um excelente corte bordalês (relembre) que gostamos muito. Mas mal sabia eu que este outro rótulo da seleção guardava uma surpresa ainda mais interessante.

Este rótulo é elaborado 100% com a variedade Riesling Itálico, uma casta das uvas brancas que particularmente aprecio bastante e que veio muito bem a calhar com o calor impressionante que tem nos surpreendido nesta época do ano – em pleno inverno – aqui no sul. Continuar Lendo

Bom Vinho Adquirido no Zaffari: Woodbridge by Robert Mondavi Zinfandel 2012

Woodbridge_By_Robert_Mondavi_Zinfandel_2012

Amigos, de vez em quando, como alguns já sabem, gosto de visitar os setores de vinhos dos supermercados em busca de opções interessantes (ainda mais quando tem preços interessantes). Esta talvez seja justamente uma das vantagens que temos em procurar vinhos nos supermercados: como o giro de mercadorias em um comércio deste tipo é muito elevado, acaba que as grandes redes conseguem muitas vezes vender seus vinhos a valores bastante atrativos.

Numa dessas idas ao supermercado Zaffari aqui em Porto Alegre, me deparei com este exemplar, elaborado pela tradicional vinícola estadunidense Robert Mondavi Winery. Este rótulo em especial pertence a linha Woodbridge, notoriamente voltada para os vinhos de consumo do dia a dia. Infelizmente não encontrei no site da vinícola a ficha técnica desta safra em particular. Mas analisando pela safra anterior, a ficha nos traz a informação de que este vinho, na verdade, é um complexo corte, composto por 78% de Zinfandel, 11% de Petite Sirah, 3,5% de Tannat, 3,5% de Alicante Bouschet, 2,5% de Carignan e 1,5% de Barbera (que coisa não?). Por fim, temos a informação que o vinho tem passagem por barricas francesas e americanas. Vamos ao que achei dele:

O rótulo é um chamariz e tanto, muito bonito e bem feito; um convite ao consumidor. Em taça mostra cor vermelho rubi. Aromas de frutos negros, especiarias e um certo adocicado, lembrando baunilha. Em boca tem boa estrutura, com acidez leve e taninos marcando a língua suavemente. Fácil de beber no geral e agradável – equilibrado, eu diria. Notas frutadas confirmando o nariz, lembrando certa compota. Final potente, um pouco desequilibrado, deixando o vinho um pouco quente. Um bom conjunto no geral.

Um belo exemplar, que com certeza não deverá desapontar. Valeu a experiência

Quanto custa? Pela garrafa pagamos 37 reais no supermercado Zaffari.

Saúde a todos!

Leia Também:

Redtree Zinfandel 2009