Vinhaço Francês: Chateau de La Mallevieille Montravel 2010

Chateau_de_La Mallevieille_Montravel_2010

Grandes amigos, hoje temos no blog um vinho que realmente me impressionou muito. Não é sempre que temos a chance de provar um belíssimo vinho branco francês, com valor de mercado justo. Há de se dizer que tenho me impressionado com a qualidade dos vinhos brancos do Clube Winelands que tenho recebido – diversos outros exemplares já nos surpreenderam, como o Riesling Croata e o Verdejo Espanhol – isso só para citar alguns. E hoje, mais um belíssimo vinho entra para este time.

Trata-se de um rótulo com a indicação de procedência de Montravel, elaborado pelo corte de duas variedades em igual proporção: Sauvignon Blanc e Muscadelle – casta inédita aqui no blog (não confundir com a outra variedade de nome parecido – Moscato ou Muscat; são cepas diferentes). Continuar Lendo

Um Legítimo Vinho BOM: Valmarino Sangiovese 2014

Valmarino_Sangiovese_2014

Amigos, não é incomum as pessoas me questionarem a respeito de indicações de vinhos bons a preços mais acessíveis. E quando encontro um exemplar que se encaixa bem nestes quesitos fico muito empolgado, devo lhes dizer.

Há tempos queria muito provar este exemplar da competente vinícola Valmarino; um tinto elaborado com a rainha das uvas italianas – a Sangiovese, muito pouco cultivada aqui em nosso país.

As uvas foram cultivadas na região de Pinto Bandeira, de onde provém a Indicação de Procedência (IP) deste vinho. As informações do site da vinícola são precisas e preciosas: este belo caldo passou por malolática completa, não foi filtrado e 50% do vinho estagiou em barricas por um período de seis meses. Continuar Lendo

Simplesmente o Melhor Rosé que já Provamos: Rocio Reserva Rosé Malbec 2015

Rocio_Rose_Malbec_20xx

Estimados amigos, dia de post com vinho rosé é sempre muito especial. Digo isto porque nem sempre é fácil encontrar um bom vinho rosé, com aromas intensos e paladar agradável e instigante. Confesso que a busca às vezes é cansativa e já me deparei inúmeras vezes com vinhos deste tipo com pouca intensidade de aromas e paladar um tanto simplório. Mas quando encontramos um belo rosé é algo digno de festa e, com certeza, de post aqui no blog.

Como sabem, todos os meses a Winelands seleciona cinco vinhos para a livre escolha de seus associados – e eis que entre eles sempre temos um rosé. Na seleção dos vinhos de fevereiro, particularmente, o rosé em questão estava muito bem indicado na descrição do site, o que chamou minha atenção. Eis que resolvi experimentá-lo, felizmente, e posso lhes garantir amigos: é o melhor vinho rosé que já experimentei, sem qualquer sombra de dúvida.

O exemplar é elaborado com uvas Malbec pela Viñas de America del Sur, tradicional produtor que elabora vinhos desde 1904 (!) na região de Mendoza. Tem passagem de 9 meses em barricas de carvalho francesas e americanas – algo pouco comum para vinhos rosés, o que transmite uma curiosidade fascinante a qualquer enófilo. Continuar Lendo

Espumante De Perrière Blanc de Blancs Brut

De_Perrière_Blanc_de_Blancs_Brut

Amigos, é sempre gratificante poder experimentar os belos espumantes franceses – e engana-se redondamente quem acredita que somente a região de Champagne produza exemplares de boa qualidade; há diversas outras regiões que elaboram espumantes também muito interessantes. Recebi este exemplar de hoje na seleção de janeiro do Clube do Vinho Winelands, o qual eu assino já alguns meses e que têm realmente me surpreendido nas suas seleções. Desta vez, felizmente, não foi diferente.

O produtor é a Boisset La Famille Des Grands Vins, tradicional família que elabora vinhos na região da Borgonha. Trata-se de um assemblage das castas Chardonnay, Ugni Blanc e Colombard – daí a razão por receber no rótulo a inscrição Blanc de Blancs, ou seja, um espumante branco elaborado com variedades brancas. Não possui passagem por madeira e é elaborado, como manda a cartilha, através do método tradicional – champenoise. Continuar Lendo: