Um Champenoise Brasileiro que Continua Excelente: Espumante Angheben Brut

Possivelmente os amigos que acompanham o blog já a algum tempo devem reparar que não costumo “repetir” vinhos em minhas postagens. O desejo por sempre estar em busca de novos rótulos e o prazer em compartilhá-los aqui no blog me leva sempre a uma exploração e busca por vinhos e espumantes de diferentes produtores, regiões e safras. MAS, como diz a sabedoria popular, há exceção para tudo nessa vida – e hoje este ditado cabe muito bem 🙂

Este belíssimo Brut elaborado pela competente Angheben já esteve, de fato, aqui no blog – relembre – lá em 2013 (como o tempo passa!). Contudo amigos, cabe dizer que se tratava de um lote de outra safra de uvas e com um estilo diferente deste que degustamos hoje, que foi formulado exclusivamente com a variedade Chardonnay – um “ajuste de fórmula” pode-se dizer, proposto pelo enólogo Eduardo Angheben, visando deixar o que já era bom, ainda melhor.  A garrafa foi adquirida na própria vinícola em meados do ano passado, creio que o lote seja de fato 2016 – infelizmente não tomei nota. Mas vamos ao que interessa, o espumante!

Na taça demonstrou cor palha claro, com reflexos levemente esverdeados, perlage fino. Aromas que lembram notas de frutas frescas brancas, como lima e abacaxi além de algumas notas de fermentação. Quando provei na vinícola pela primeira vez senti notas lácteas bem nítidas presentes ao nariz, mas em casa tais notas estavam um pouco mais discretas ao olfato (pode ser em função da taça, talvez). Em boca é fenomenal. Muita refrescância com acidez na medida. Frutado confirma muito bem e as notas lácteas aparecem sim, de forma tênue, mais pro fim de boca. Leve, mas sem faltar cremosidade e volume. Muito bom de beber e isento de amargor ou qualquer outro defeito.

Amigos, achei-o diferente de outros Champenoise mais parrudos que já provei. Adoramos. Recomendo a prova. E me arrisco, como leigo, a dar uma dica: cabe evitar degustar este espumante demasiadamente gelado. Creio que com o aumento de temperatura foi se tornando mais interessante e suas características mais nítidas – foi uma experiência interessante degustá-lo calmamente deixando-o lentamente se aquecer ao natural (em uma noite fria, há de se dizer).

Quanto custa? A Vinhos e Sabores em Porto Alegre vende o produto na faixa de 75 reais, com bom custo-benefício para um espumante deste nível.

Saúde a todos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *