O Fabuloso Mundo dos Espumantes – 2ª parte

Eu na Vinícola Miolo – em um “mar” de espumantes

Grandes amigos,  neste post vamos dar continuidade ao texto da semana passada (relembre) sobre esta bebida tão especial que é o espumante. Aproveito para agradecer os comentários positivos que recebi: é ótimo receber o reconhecimento dos leitores.

Como já vimos no post anterior, os espumantes podem ser classificados de acordo com o método de elaboração: Tradicional ou Charmat. Evidentemente, existem outras classificações. Possivelmente uma das mais importantes diz respeito a quantidade de açúcar que é acrescido ao espumante durante a elaboração. Explicamos:

Durante a elaboração do espumante, seja por um método ou outro, ocorre normalmente a adição de açúcar à bebida, através de um licor denominado licor de expedição ou de tiragem. Este licor possui uma dosagem de açúcar devidamente calculada e é de suma importância que seja de excelente qualidade, para não interferir nas características do espumante elaborado. De acordo com o teor de açúcar residual do espumante, podemos classificá-lo conforme alguns termos, onde os mais utilizados são os seguintes:

– Nature: Também chamado de Pas Dosé (naõ dosado), é o espumante que não recebe qualquer adição de açúcar, ou seja é o espumante em seu estado natural, daí a razão da terminologia “nature”;

– Extra Brut: Espumantes com menos de 6 gramas de açúcar por litro de espumante. Extremamente secos, portanto;

– Brut: Um dos tipos mais consumidos no Brasil, são espumantes com 6 a 15 gramas de açúcar por litro.

– Demi sec: Espumantes mais adocicados, com teores de açúcar acima de 15 g/l, chegando em média em valores por volta de 30-50 g/l.

Os valores podem mudar de acordo com a padronização e/ou legislação, mas seguem quase sempre esta tendência. Aqui também seria comum a pergunta: qual o melhor deles? Isto depende muito da opinião e gosto particular de cada pessoa: os menos habituados aos espumantes normalmente preferem os tipos mais adocicados.

Não é regra, mas normalmente as vinícolas utilizam o açúcar em seus espumantes como um paliativo para resolver problemas de elaboração: amenizar acidez excessiva, tornar o espumante menos agressivo, reduzir amargor, etc. Por isso os espumantes Nature são tão valorizados: este “artifício” para este tipo de espumante não existe, de modo que a qualidade de seu vinho base e os cuidados ao longo de todo o processo necessitam ser mais que redobrados. Aqueles que pensam que este tipo de espumante pode ser difícil de tomar pela ausência do doce, estão enganados: bons Nature são bebidas espetaculares e o Brasil já provou que é capaz de produzir bebidas fabulosas nesta categoria. Pessoalmente, tenho me tornado um fã deste tipo de espumante.

Por fim, não poderia deixar de comentar sobre o tão falado Moscatel, o espumante que ganhou a atenção e preferência dos brasileiros – e que aqui em casa tem sempre seu lugar, já que sou um apreciador confesso. Via de regra, um Moscatel é elaborado a partir de uvas da variedade Moscato, que pode ter vários subtipos como  Giallo, Bianco e de Hamburgo, por exemplo (este último resulta em um espumante rosé). As uvas deste tipo possuem um teor de açúcar elevado e o espumante é elaborado por um método similar ao Charmat, denominado Asti – um processo de origem italiana, onde a fermentação é interrompida resultando em um espumante de baixo teor alcoólico (em torno de 8%, no máximo) e com alto grau de açúcar, muitas vezes em torno de 70 g/l. Via de regra, um Moscatel não possui açúcar extra adicional. É uma boa pedida para quem quer ingressar neste fabuloso Universo – garanto que não se arrependerão!

Semana que vem continuaremos…

Saúde!

2 comentários em “O Fabuloso Mundo dos Espumantes – 2ª parte

  1. Tiago Cunha disse:

    Tiago,
    Esta “saga” está muito boa de ler!
    Nunca tomei um Nature, mas vontade não falta.
    Fico no aguardo do próximo capítulo.
    Forte abraço e saúde!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s