O Fabuloso Mundo dos Espumantes – 3ª parte

 Mapa da França com a indicação da região de Champagne. Fonte: Wikipédia

 Grandes amigos, este é o 3º post que escrevo sobre esta maravilhosa bebida que é o espumante. Tem sido muito legal escrever esta série; tenho recebido comentários muito positivos, o que sem dúvida é muito gratificante. Na 1ª parte (relembre) falamos um pouco sobre os dois principais métodos de elaboração do espumante: Charmat e Tradicional, enquanto que na 2ª postagem (relembre) destacamos algumas peculiaridades quanto à denominação em função do teor de açúcar dos espumantes.

No post de hoje gostaria de comentar alguns pontos importantes sobre algo que gera dúvidas em grande parte dos consumidores: as denominações de origem controladas.  Vejamos algumas denominações:

Champagne: A mais conhecida, apreciada e glamourosa das espumantes. No Brasil é confundida com o espumante de modo genérico – até chegar ao ponto de ser quase um sinônimo. É uma denominação controlada rigorosa designada aos espumantes franceses produzidos na região de mesmo nome (vide o mapa acima), através do Método Tradicional ou também denominado Champenoise, como já falamos. São permitidas as castas Chardonnay, Pinot Noir e Pinot Meunier (sendo as duas últimas variedades tintas). Se for um Champagne branco elaborado exclusivamente com a Chardonnay pode ainda ser acrescentada a denominação Blanc de Blancs. Se for elaborado a partir de variedades tintas usa-se a expressão Blanc de Noirs. É um pouco raro, mas se for um Champagne safrado este pode conter o termo Millésime. Entre as casas produtoras de champagne mais famosas do mundo, poderíamos destacar a Moët Chandon, Veuve Clicquot e G.H. Mumm, esta última, a Champagne oficial da Fórmula 1 a diversos anos.

Cava: É a denominação típica dos espumantes espanhóis produzidos na região de Penedés, na Catalunha. É comum referir-se a eles pelo carinhoso apelido de “Champagne Espanhola”, pois também são espumantes elaborados exclusivamente pelo Método Tradicional.  As castas mais utilizadas na elaboração são Xarel-lo, Parellada e Macabeo. As Cavas são muito consumidas em todo o mundo e têm forte presença no mercado brasileiro, com boa relação qualidade-custo. Entre as Cavas mais conhecidas destacam-se internacionalmente: Freixenet e Codorniu.

Prosecco: Espumante italiano típico, com origem na região do Vêneto. São elaborados pelo exclusivamente  a partir da variedade Prosecco, através do Método Charmat. Apesar de haver uma denominação geográfica para o termo, a expressão Prosecco é utilizada livremente em outros países. É um espumante leve, refrescante e fácil de beber, que tem boa aceitação no mercado brasileiro.

Asti: A denominação italiana Asti dá o nome também ao método pelo qual estes espumantes são elaborados e caracteriza especialmente espumantes adocicados, como já comentamos no post anterior. São produzidos na região de Asti, no Piemonte. O método Asti é similar ao Charmat, com a diferença de que ocorre uma interrupção na fermentação do espumante, resultando um teor de açúcar elevado, com baixo teor alcoólico.

A esta altura poderíamos nos perguntar: “e o espumante brasileiro, como está neste cenário?”. Acredito que a melhor resposta seria: “vai espetacularmente bem, obrigado”. O espumante brasileiro não possui uma denominação controlada ou alguma titulação específica – como já temos para a D.O. do Vale dos Vinhedos (veja) – mas já conseguimos elaborar, por exemplo, espumantes através do Método Tradicional equiparados aos Champagnes franceses. Vou me abster de citar exemplos, seria uma injustiça – temos inúmeros exemplares de destaque no mercado nacional. Cabe a mim e a você leitor desbravar este mar de possibilidades e excelentes rótulos.

Saúde a todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s