Regressando à Vinícola Miolo

Amigos, como talvez já saibam, não nego que tenho um carinho e uma admiração especial pela vinícola Miolo. O primeiro vinho fino que experimentei na vida foi um Reserva Miolo Cabernet Sauvignon que infelizmente não me recordo a safra, mas que abriu as portas para minha entrada no mundo do vinho a uns dez anos atrás. Sempre que posso (e quando bate aquela saudade) vou visitar a vinícola, onde sou muito bem recebido por sinal.

E lá fomos nós mais uma vez, eu e minha esposa, acompanhados de meu irmão e minha cunhada, ambos ainda novatos no mundo do vinho – achei que uma incursão no belo espaço da Miolo seria legal para eles conhecerem um pouco deste Universo que tanto me fascina. Acho que minha idéia foi mais que acertada, modéstia à parte.

À exemplo da visita anterior que fizemos (relembre) fomos conduzidos pelo enólogo Luciano Lemos, que mais uma vez mostrou uma simpatia ímpar para conosco, respondendo pacientemente a dezenas de minhas perguntas e curiosidades. Ele havia nos preparado uma grata surpresa: no decorrer da visita experimentamos dois vinhos em fase de elaboração, diretamente dos tanques de inox.

O primeiro deles, um 100% Pinot Noir, base para espumante, de coloração transparente, cítrico, frutado e com acidez bem presente, características requeridas para a elaboração do espumante. Dará origem ao espumante Millesime safra 2012. Promete.

O outro vinho que provamos direto do tanque de aço inox foi o Merlot safra 2012, já macerado e vinificado, apenas “aguardando” para ser encaminhado às barricas de carvalho novas – será o Merlot Terroir a ser lançado no mercado lá por 2014. Vinho de cor rubi intensa, assim como os aromas, com muitas notas vegetais e herbáceas, além de frutas vermelhas a mil. Em boca, o que é de se esperar: acidez presente, mas um pouco ofuscada pela carga de taninos, ainda não amaciados. Detalhe: 14% de álcool – e não sentimos absolutamente nada nem em boca ou no nariz. Será um grande vinho sem dúvida, que pretendo com certeza experimentar daqui a dois anos quando for lançado.

Passamos também pela parte de recebimento, laboratórios, a parte dos barris de carvalho e a cave de espumantes – estes dois últimos não canso de visitar jamais.  Após percorrermos o tour pela vinícola, Luciano nos conduziu à degustação – por sinal, repleta de surpresas e novidades muito interessantes. Para não me estender, vou descrever os vinhos degustados em um outro post, que estará no ar em alguns dias.

Saúde a todos!

Mais informações: http://www.miolo.com.br

2 comentários em “Regressando à Vinícola Miolo

  1. Gilmar Prado disse:

    Muito boa a resenha !Parabéns!
    A foto ficou muito linda !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s