Quinta do Seival Miolo Alvarinho 2011 #cbe

Amigos, chegamos à 74ª edição da Confraria Brasileira de Enoblogs, a CBE, possivelmente a maior e única confraria virtual do Brasil. Quem elegeu o tema foi o confrade Silvestre Tavares do blog Vivendo a Vida, que sugeriu “Um vinho branco brasileiro, qualquer uva e preço.” Aprovei com louvor a ideia de explorar o potencial dos vinhos brancos brasileiros e creio não ter sido o único confrade a gostar do tema.

O vinho escolhido para a missão já passou aqui pelo blog em outros momentos. Tive o prazer de degustá-lo na vinícola quando ele ainda estava estagiando nas barricas de carvalho (relembre) e já me causou a impressão de ser um vinho que prometia um futuro brilhante. Também degustamos ele já pronto em nossa última visita à vinícola no Vale dos Vinhedos, onde foi um dos vinhos que mais chamaram nossa atenção (relembre). Por estas e outras, achei que era uma boa indicação para nossa CBE.

É elaborado pela Miolo na sua unidade em Candiota, com as uvas sendo cultivadas na região da Campanha Gaúcha. O vinho tem 12,5% de álcool e estagiou por 10 meses em barricas de carvalho. Bebemos o vinho acompanhado de uma bela pizza na Bucadisantoantonio, nossa pizzaria favorita. Harmonizou bem com a pizza, muito embora acho que o vinho poderia ter sido bebido um pouco menos gelado para ressaltar suas qualidades – falha minha.

Vamos ao que achei do vinho:

Cor amarelo palha com reflexos dourados. Aromas com boa intensidade e complexidade acima da média: predominam aromas florais, com notas de mel e algumas especiarias, tipo canela. Aparecem aos poucos algumas notas herbáceas leves e uma lembrança de pêssego em calda e frutas tropicais (talvez damasco). Julgo que a madeira deu complexidade ao vinho, mas se manteve nos bastidores – como deve ser. Em boca, manteve a qualidade e complexidade: tem leve acidez, mas conferindo refrescância. Boa cremosidade. Frutado e notas de mel e especiarias confirmam o olfato, em boa conta. Final deixando a lembrança de frutas secas. Vinho leve, mas ao mesmo tempo gastronômico, de certa forma. Final um pouco ligeiro, mas que não compromete. Isento de defeitos.

Amigos, este é um dos melhores vinhos brancos que já passou aqui pelo blog. Pode ter faltado talvez um pouco de acidez ou um final mais duradouro, mas é apenas minha opinião. Uma ótima compra a 50 reais no varejo da vinícola – infelizmente não sei se ainda restam garrafas, pois a produção do vinho foi bastante limitada (2000 garrafas, se não estou equivocado). Quem tiver uma, pode beber com toda a certeza, não vai se arrepender.

Saúde e até a próxima!

3 comentários em “Quinta do Seival Miolo Alvarinho 2011 #cbe

  1. […] Universo dos Vinhos –  Quinta do Seival Miolo Alvarinho 2011 (link) […]

  2. To vendo que vai ser bastante difícil a minha estadia aí no sul com uma variedade de dicas e informações surpreendentes que você anda garimpando!

    Não canso de ler tanta coisa boa que tu escreve no teu blog. Estás sempre de parabéns!

    Grande abraço,

    Raphael Baruki.

    • Tiago Bulla disse:

      Ah Baruki… suas palavras me deixam muito lisonjeado meu amigo
      Muito obrigado pelos elogios e pelas palavras gentis. Fico envaidecido.
      Estamos lhe aguardando! Vai ser um prazer garimparmos juntos alguns vinhos interessantes por aí!
      Forte abraço
      Tiago

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s