Concha y Toro Serie Riberas Cabernet Sauvignon 2010

Concha_y_Toro_Serie_Riberas_Cabernet_Sauvignon_2010

Estimados amigos, peço-lhes desculpas pela ausência nos últimos dias – muito trabalho aliado aos afazeres dos dia a dia acabam culminando em poucos posts aqui no blog. Todavia aviso aos amigos leitores que continuo bebendo bons vinhos e aos poucos vou postando minhas impressões sobre cada um deles aqui no blog, podem deixar.

Hoje trago mais um tinto chileno de peso: o Cabernet Sauvignon da Série Riberas, uma das linhas mais prestigiadas da megavinícola Concha y Toro. Possivelmente fique atrás somente do lendário Don Melchor e do Marques de Casa Concha, se eu não estiver enganado.

Trata-se de uma bela linha de vinhos elaborados com uvas provenientes da margem de rios – daí o nome que a batiza.  Este vinho  em especial leva uma percentagem de 10% de Carmenère e tem suas uvas colhidas na margem do rio Tiguiririca, no vale do Colchagua. Estagiou por 14 meses em barricas francesas e americanas de média tostagem.

Na taça apresentou cor vermelho rubi escuro, com lágrimas lentas e finas. Aromas de boa intensidade, variando ao longo da degustação: início, são mais amadeirados, lembrando muito o carvalho americano, com nuances de chocolate e baunilha. Aos poucos vai se abrindo revelando aromas frutados – especialmente frutas negras – e muitas notas herbáceas, especialmente pimentão. Em boca é um vinho muito bem estruturado, com boa acidez. O toque de frutas negras está bem presente do início ao fim. Taninos carregados, secando quase toda boca, dando ao vinho um caráter rústico. Final de boa duração, seco e potente. Álcool a 14,5% aparecendo, mas sem ser incômodo.

Vinho interessante, gastronômico e revelando uma rusticidade que impressiona – e pode assustar os menos acostumados. Não é uma boa pedida para bebericar – pelo contrário, indicaria um prato com estrutura à altura para acompanhá-lo. Acredito que deva melhorar com a guarda – eu esperaria mais 1 ou 2 anos; possivelmente o vinho estará mais macio e redondo.  Indico a compra apesar do valor um pouco alto: custa cerca de 68 reais, com relação custo-benefício próxima do limite, na minha opinião.

Saúde!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s