As Surpresas e Novidades do Circuito Brasileiro de Degustação

Grandes amigos, semana passada tivemos em Porto Alegre mais uma edição do Circuito Brasileiro de Degustação – um evento promovido pelo Ibravin que visa aproximar o vinho brasileiro do consumidor, da mídia e dos profissionais do ramo. O circuito percorre diversas cidades brasileiras ao longo do ano e conta com muitas vinícolas participantes que colocam seus produtos à disposição para os visitantes degustarem.

Assim como no ano passado (relembre) fui convidado a visitar o circuito. Como foi na edição anterior, o visitante é identificado na entrada por um crachá e recebe uma taça e um guia para degustação junto às vinícolas. Tudo muito organizado, de modo a qualificar o evento.

À exemplo da edição passada, farei um resumo do que achei de mais interessante entre os estandes visitados. A boa notícia amigos, é que o vinho brasileiro vem impressionando cada vez mais e está crescendo muito em qualidade a cada ano que passa. Confiram:

 Aracuri_Collector_Cabernet_Sauvignon_2009_Circuito
Aracuri Collector Cabernet Sauvignon 2009 – Enfim, tive a oportunidade de experimentar os vinhos da jovem vinícola Aracuri, situada na cidade de Vacaria, na região dos Campos de Cima da Serra. A vinícola conta com um espumante, alguns belos vinhos brancos e alguns tintos de várias faixas de preços. Este Cabernet da linha Collector é o top da vinícola, com 12 meses de passagem por carvalho; foi o vinho que mais me impressionou. Vale conferir.
Salton_Intenso_Viognier_Sauvignon_Blanc_2012_Circuito
Salton Intenso Sauvignon Blanc/Viognier 2012 – Fomos informados de que esta linha da Salton deverá substituir a tradicional linha Volpi no varejo em geral. Confesso que este vinho me provocou um sorriso: deverá ser vendido na faixa dos 25 reais e é muito interessante, com bom equilíbrio e frescor. Uma novidade que surpreendeu. Vamos aguardar o lançamento
Perini_Qu4tro_2009_Circuito
Perini Qu4tro 2009 – Pré-lançamento da vinícola Perini no circuito, como já havíamos noticiado aqui no blog (confira). Vinho muito bem estruturado, gastronômico e elegante. Dá a impressão que a guarda vai lhe fazer bem; todavia, merece uma degustação mais calma, com certeza. De todo modo, já mostra ser um belo vinho.
Dezem_Magne_Malvasia_2008_Circuito
Dezem Magne Malvasia 2008 – Fiquei contente em poder experimentar também os vinhos da vinícola Dezem, situada no oeste paranaense. É muito bom ver que o vinho brasileiro explora cada vez mais outros terroires e que estes produzem vinhos muito interessantes. É o caso deste belo Malvasia de Cândia, já com algum tempo (proposital) de amadurecimento em garrafa. Apesar dos aromas florais e adocicados típicos da variedade, achei ele um vinho seco, com boa acidez e muito saboroso. A vinícola também conta com espumantes, brancos e tintos variados.
Campos_de_cima_Tannat_2006_circuito
Campos de Cima Tannat 2006 – Temos tido a oportunidade de conhecer pouco a pouco os rótulos da vinícola Campos de Cima nos encontros de nossa confraria BomVin. Seus espumantes são excelentes e com custo-benefício acima da média – hei de comentar sobre eles em breve aqui no blog. Mas entre os vinhos que bebi no circuito creio que este Tannat foi o que mais me surpreendeu: tânico, rústico, potente e com excelente estrutura. Vou tentar encontrá-lo para provar com a devida atenção. Recomendo.
Sanjo_Sauvignon_Blanc_2012_Circuito
Sanjo Sauvignon Blanc 2012 – Outra vinícola nova para entrar na minha “lista”. Eu já havia escutado bons comentários a respeito desta bela vinícola de São Joaquim, localizada na Serra Catarinense. No portfólio da Sanjo há boas opções de brancos e tintos. Dentre eles, destaco este belo Sauvignon Blanc – a tempos não via um com tamanha tipicidade: muito maracujá e notas herbáceas bem integradas, garantindo aquele frescor inconfundível da casta. Bela pedida.
Luiz_Argenta_Brut_circuito
Luiz Argenta Espumante Brut – Se houvesse um prêmio no Circuito Brasileiro de Degustação para o estande mais visitado da feira, possivelmente o ganhador seria a Luiz Argenta, belíssima vinícola de Flores da Cunha – que vale a pena ser visitada. Tive a oportunidade de conhecer no evento o competente enólogo Edegar Scortegagna e seus belos vinhos e espumantes. Estes últimos, eu diria, me cativaram mais, em especial este saboroso charmat com ótimo equilíbrio, cremosidade e refrescância.
Dadivas_Tempranillo_2011_Circuito
Lídio Carraro Dádivas Tempranill0 2011 – Por fim, uma visita ao estande da Lídio Carraro é sempre indispensável. Seus vinhos continuam, como sempre, majestosos e incrivelmente bem-feitos. Isso sem qualquer uso da madeira em sua elaboração. A surpresa para mim foi este Tempranillo que eu não conhecia, elaborado com uvas de Encruzilhada do Sul. Muito gastronômico e estruturado. Bom custo-benefício sem dúvida.

Até o próximo Circuito! Saúde a todos!

 

Um comentário em “As Surpresas e Novidades do Circuito Brasileiro de Degustação

  1. […] de provar os vinhos da Aracuri em outro evento, no Circuito Brasileiro de Degustação (relembre) e confesso que já havia me impressionado com a qualidade dos seus produtos; todavia, acredito que […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s