Santa Helena Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2011

Santa_Helena_Gran_Reserva_Cabernet_Sauvignon_2011

Estimados amigos, estava eu a alguns meses atrás – feriado de primeiro de maio, se bem me lembro – explorando as prateleiras dos free-shops da fronteira Brasil-Uruguai, quando me deparei com este vinho: um Cabernet Sauvignon da linha Gran Reserva da respeitada Vinícola chilena Santa Helena. Desta mesmíssima linha eu já havia provado um Chardonnay que era muito bom e agradou demais lá em casa. Resolvi então que este Cabernet merecia certamente uma chance.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam – e já ouvi muitos comentários equivocados sobre – o Chile não possui uma classificação ou nomenclatura oficial para seus vinhos, como é o caso da França, Itália, Espanha e outros países viticultores do velho mundo. Trocando em miúdos, isso quer dizer que um produtor chileno pode dar ao vinho o nome ou denominação que quiser, sem que isso signifique nada especificamente. Contudo, logicamente, o consumidor que adquire um rótulo da linha Gran Reserva espera encontrar  maior qualidade que em um rótulo da linha Varietal, digamos. Até aí, ok. MAS vejam:  isso não dá nenhuma GARANTIA de que se trate de um bom vinho. Fica a dica, como diz o pessoal hoje em dia 🙂

Segundo informações do site do produtor, este rótulo é elaborado com 85% de Cabernet Sauvignon e 15% de Syrah, com uvas cultivadas no Vale do Colchágua. Parte do vinho (70%) estagiou por barricas francesas por doze meses. Vamos ao líquido:

Coloração vermelho rubi, com leve transparência. Aromas com boa complexidade.  Com a taça parada notam-se frutos negros e geleia de amora. Agitando percebemos um toque mais herbáceo e algumas especiarias. Em boca é um vinho de boa estrutura e acidez leve. Taninos bem polidos marcando a língua. Tem um pouquinho de álcool sobrando (14,4%) deixando o vinho um pouco potente demais. Sugiro beber um pouco mais resfriado. Bom conjunto no geral. Acompanhou bem um belo prato feito por minha esposa:batatas gratinadas e iscas de alcatra com molho de vinho (o próprio).

É um bom vinho, mas acho que para um “Gran Reserva” ficou devendo um pouco. Prova de que a denominação nem sempre é o mais importante, de fato. O Chardonnay da mesma linha se mostrou bem mais interessante, na minha modesta opinião.

Quanto custa? Encontrei à venda em Porto Alegre por 58 reais, no limite do custo-benefício, ao meu ver. Em um free shop da fronteira paguei menos de dez dólares pela garrafa.

Saúde a todos!

Leia Também:

Santa Helena Selección del Directorio Gran Reserva Chardonnay 2012

Valdivieso Single Vineyard Cabernet Sauvignon 2009

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s