Ponte Ai Massi Chianti Classico 2011 DOCG

Ponte_ai_massi_chianti_classico_docg_2011

Amigos, este foi mais um dos vinhos que consegui trazer na bagagem quando voltei da Itália em viagem que fiz nesta mesma época ano passado, com minha esposa. Como já comentei em outro post, o finzinho de nosso tour foi um tanto corrido; passei em uma loja de vinhos em Bolonha na última noite para adquirir alguns rótulos e trazer na mala para provar na calma e tranquilidade do lar. A grande maioria dos vinhos eu não conhecia; Fui pelo instinto mesmo – faz parte. Este rótulo em especial – um Chianti Classico – me chamou a atenção, pois como sabem, sou um apreciador confesso deste estilo 🙂

Infelizmente, caros leitores, pouco sei sobre este vinho – não encontrei muitas informações confiáveis na Internet. Segundo o Vivino, ele é elaborado através de um corte de Sangiovese (em grande maioria, possivelmente) e Canaiolo Nero. Como Chianti Classico, ostenta no rótulo a inscrição de Denominação de Origem Controlada e Garantida – DOCG. Traz também (discretamente no rótulo) a sigla VQPRD, que eu particularmente desconhecia. Pesquisei e descobri que ela significa: Vino di Qualità Prodotto in Regione Determinata. A quem tiver curiosidade, sugiro uma consulta ao Wikipedia (é o tal negócio: vivendo e aprendendo, felizmente) Mas vamos ao líquido:

Cor vermelha rubi com leve transparência em taça. Aromas delicados lembrando muitas notas herbáceas alem de frutos negros e vermelhos frescos. Em boca é um vinho de boa acidez com corpo e estrutura mais leves. Frutado perceptível no paladar – mais que no olfato – com taninos bem presentes, deixando até um certo ar rústico. Final marcante, com leve potência e discreta sensação mentolada, típica dos Chianti. Gostei mais em boca que no nariz. Aprovado.

Se você gosta de um bom vinho e for um dia à Itália, vai perceber que há inúmeros mercadinhos que ficam abertos até tarde – e todos vendem vinhos. Neste caso, se quiseres fazer uma refeição mais econômica, podes comprar um belo pão italiano, queijo e azeite, acompanhados do rótulo de hoje, por exemplo. Garanto que não se arrependerão. Fica a dica.

Quanto custa? Pela garrafa devo ter pago em torno de uns 6 a 8 euros, com bom custo benefício. Na média dos vinhos europeus, tanto em preço como qualidade.

Saúde!

Leia Também:

Principe Corsini Cortevecchia Chianti Classico Riserva 2010 DOCG

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s