Honesto e Muito Refrescante: Aurora Chardonnay 2015 para a #cbe

Estimados amigos, tive a honra e felicidade de ter sido escolhido para eleger o tema da nossa querida Confraria Brasileira de Enoblogs – possivelmente a primeira e única confraria virtual de vinhos no Brasil. A cada mês cabe a um confrade a escolha do tema que deve nortear a degustação dos demais colegas. Pois bem, o tema sugerido por este que vos escreve foi um varietal Chardonnay, sem passagem por madeira, de qualquer país e preço. A idéia era mesmo amenizar o forte calor de nosso verão.

Confesso que o tema escolhido por mim mesmo me surpreendeu posteriormente. Achei que seria um tema “simples” e que seria “fácil” achar um vinho que se enquadrasse no perfil que sugeri. Ledo engano (risos). Ao começar a busca rapidamente se verifica que os Chardonnay barricados são maioria. Os produtores usam a barrica até como status para o vinho, creio. Daí então é difícil encontrar um Chardonnay que possamos garantir as características varietais sem ter passagem por madeira (e mesmo quando encontramos isto não está devidamente escrito no rótulo). Complicado, portanto; fiquei até orgulhoso com o tema que escolhi – foi desafiador, afinal (risos).

Optei por este honestíssimo exemplar da Cooperativa Vinícola Aurora, de Bento Gonçalves. A qualidade de seus vinhos têm surpreendido, inclusive nas linhas de entrada, como é o caso desta linha linha varietal – já provamos um Pinot Noir muito interessante inclusive (relembre). Mas vamos ao que achei deste vinho:

Cor amarelo palha levemente dourado. Aromas com boa intensidade, com notas herbáceas, lima, abacaxi e leve maçã (especialmente ao agitar da taça). Em boca tem boa acidez, fazendo salivar e deixando marcadas as sensações do olfato. Para mim as características varietais da Chardonnay estão bem presentes e deixam o vinho com certa untuosidade bem interessante – mesmo para um exemplar tão jovem e de entrada. Isento de amargor ou outros defeitos – muito agradável e bom de beber.

Supera expectativas. Ótima compra, recomendo. Uma bela opção na faixa dos vinte reais para encarar o calor. Irá bem sozinho e com pratos e petiscos leves – embora eu arriscaria com uma massa ou um peixe frito (como violinha) ou grelhado. Vale a pena experimentar.

Quanto custa? Pela garrafa pagamos cerca de 21 reais no supermercado Zaffari em Porto Alegre.

Saúde!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s