Bom Vinho, adquirido no Zaffari: Zonin Valpolicella Ripasso Superiore 2013 DOC

Zonin_Valpolicella_Ripasso_Superiore_2013

Amigos, eu estava namorando este exemplar nas prateleiras do supermercado Zaffari há semanas. Numa noite de verão que o calor deu uma leve trégua e eu estava a fim de matar a saudade de experimentar um tinto mais robusto, resolvi encarar e levei uma garrafa deste vinho para casa.

O produtor é a tradicional Zonin, talvez a empresa com um dos maiores volumes de vinhos produzidos na Itália. Já degustamos alguns produtos deles aqui no blog – confira aqui. Podem não ser espetaculares, mas lhes digo que, pela faixa de preços, são muito honestos e confiáveis. Este exemplar é um Valpolicella, elaborado na região do vêneto com o assemblage de uvas formado por 70% de Corvina, 20% de Rondinella, e 10% de Molinara. Recebe o codinome de Ripasso, pois passou 20 dias em estágio com a pele das uvas utilizadas na produção do vinho Amarone de Valpolicella. O vinho ainda estagiou por nada menos que 18 meses em barricas e tonéis, além de mais um mês em garrafa antes de ser colocado à venda. Vamos ao que achei deste exemplar:

Vinho de cor rubi escura, fechada, de pouca ou nenhuma transparência. Aromas intensos, remetendo sobretudo a frutas maduras negras, com leve compota. Há um toque final de especiaria e um leve herbáceo lembrando funcho ou algo assim. Em boca tem estupendo volume, enche a boca confirmando as notas frutadas com levíssimo dulçor, sem enjoar (típico deste estilo de vinho). Acidez mediana, agradável. Taninos secando a boca. Muito potente (álcool a 14%), esquenta a sensação térmica e pede comida. Final marcante com leve lembrança herbácea, um pouquinho enjoativa (para mim ao menos) – acentuou na medida que o vinho ficou aerado. Eu não decantaria, achei ele mais interessante fechado mesmo. Questão de gosto.

Não é um estupendo exemplar do gênero, mas gostei e aprovei. Pela faixa de preço vale a pena provar até para quem quer conhecer o estilo. Aos enófilos principiantes recomendo cautela: é potente e alcoólico acima da média – nada que comprometa, mas pode impressionar os mais desavisados. De minha parte, aprovado – repetiria a compra (especialmente no inverno do sul do país).

Quanto custa? Pela garrafa paguei 49 reais na época – o preço deve ter subido um pouquinho recentemente. Bom custo-benefício, de toda a forma.

Saúde a todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s