Esbanjando Elegância: Pitars Chardonnay Friuli Grave 2015 DOC

Amigos, em se tratando de vinhos italianos, devo dizer que pelo menos 90% de minhas experiências sempre foram ou com tintos ou com espumantes do tipo Prosecco – o tradicionalíssimo espumante italiano. Provei até então menos exemplares de castas brancas que gostaria – daí a razão pela qual escolhi este Chardonnay na seleção de vinhos do Clube Winelands do qual sou associado.

O vinho leva a Denominazione di Origine Controllata (DOC) de Friuli Grave, Continuar Lendo

Ótima Compra: Casa Venturini Chardonnay 2016

Casa_venturini_chardonnay_2016

Amigos, me recordo muito bem quando a Casa Venturini – competente vinícola sediada em Flores da Cunha – lançou seu Chardonnay. Era e sempre foi uma verdadeira sensação no mundo dos enófilos – a safra 2011 apareceu por aqui a alguns anos e foi aprovada com louvor (relembre). Fazia algum tempo que não experimentava este vinho e resolvi conferir este exemplar jovem, da recente safra 2016.

Conforme informações do site da vinícola, o vinho é elaborado com uvas da região da Campanha. Não há menção a passagem por madeira. Continuar lendo

Expectativas Atendidas! Goedverwacht Chardonnay 2014

Goedverwacht_Great_Expectations_Chardonnay_2014

Amigos, aproveitamos um dia de calor deste verão para experimentar este belo Chardonnay Sul Africano, escolhido a dedo na seleção de vinhos do Clube Winelands. O rótulo – lindo por sinal – que versa “Great Expectations” já deixa a gente muito curioso e parece que nos instiga a conferir o vinho – uma jogada de marketing e tanto da vinícola, há de se dizer (comigo funcionou, admito! risos)

O produtor – Goedverwacht –   já é conhecido aqui no blog: experimentamos a algum tempo um ótimo Syrah, que não decepcionou (relembre). Continuar Lendo

Um Ótimo exemplar da UCRÂNIA para a #cbe: Shabo Sauvignon Blanc 2014

Shabo_Sauvignon_Blanc_2014

Feliz Ano Novo amigos! Cá estamos com o primeiro post de 2017 – escolhido justamente para atender ao tema da nossa querida Confraria Brasileira de Enoblogs. O primeiro tema do ano foi sugerido pelo confrade confrade Victor Beltrami, que escreve o excelente Balaio do Victor – um dos blogs que a mais tempo acompanho. Victor sugeriu: “um vinho de um país que nunca provamos, branco ou tinto, e se possível propormos uma harmonização”.

Para atender ao tema proposto lancei mão de um vinho do Clube Winelands, o clube que assino já alguns meses e que tem atendido muito bem minhas expectativas por sinal. Aliás, no quesito “vinhos de países ‘diferenciados'” creio que o clube seja praticamente imbatível. Continuar Lendo